Nova Monte Verde

22.Set.2018

(66) 9.9920-7732

Notícia

Postada em 06 de Setembro de 2018 às 05h22min

Municípios que não atingiram meta da Campanha contra pólio e sarampo tem até dia 14 de Setembro.

Municípios terão até 14 de setembro para atingir meta da Campanha contra pólio e sarampo

Fonte: AMM

Os Estados e os Municípios que ainda não atingiram a meta de vacinar, pelo menos, 95% das crianças de um a menores de cinco anos contra pólio e sarampo, terão mais 15 dias para ofertar as duas vacinas na rede pública de saúde. A Campanha Nacional de Vacinação foi prorrogada pelo Ministério da Saúde (MS) até dia 14 de setembro, pois mais de 1,3 milhão de crianças não recebeu o reforço dessas vacinas.

A recomendação do MS é que Estados e Municípios façam busca ativa para garantir que o público-alvo da campanha seja vacinado. Até esta segunda-feira, 3, cerca de 88% das crianças receberam as vacinas contra a pólio e o sarampo em todo o país.

Segundo a pasta, Amapá, Santa Catarina, Pernambuco, Rondônia, Espírito Santo, Sergipe e Maranhão atingiram a meta de vacinação. Mas, doze Estados ainda estão abaixo da média nacional de 88% das crianças vacinadas contra as duas doenças. O Rio de Janeiro continua com o menor índice, seguido por Roraima, Pará, Piauí, Distrito Federal, Acre, Bahia, Rio Grande do Sul, São Paulo, Alagoas, Rio Grande do Norte e Amazonas.

Em todo o país, foram aplicadas mais de 19,7 milhões de doses das vacinas, segundo o mistério. A Campanha deste ano é indiscriminada, por isso, todas as crianças nessa faixa etária devem se vacinar, independente da situação vacinal.

Recomendação da CNM
A Confederação Nacional de Municípios (CNM) continua estimulando os gestores municipais a vacinarem as crianças na faixa etária determinada pelo Ministério, a entidade ressalta a importância do engajamento dos profissionais de saúde, população e gestores para o alcance da meta.

A CNM ressalta que levar as crianças para serem vacinadas é responsabilidade dos pais, já a da gestão municipal é executar as atividades de forma qualificada, em ambiente adequado, equipe treinada, materiais e insumos suficientes. A equipe técnica ainda lembra da possibilidade do funcionamento das salas de vacina em horários alternativos sendo compatível com a disponibilidade dos pais, fora do horário de trabalho e da escola da criança.

Campanha
Para a poliomielite, as crianças que ainda não tomaram nenhuma dose da vacina na vida serão vacinadas com a Vacina Inativada Poliomielite (VIP). As crianças que já tiverem tomado uma ou mais doses receberão a gotinha (Vacina Oral Poliomielite - VOP). Em relação ao sarampo, todas as crianças devem receber uma dose da vacina tríplice viral, independente da situação vacinal. A exceção é para as que tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias, que não necessitam de uma nova dose.

O Ministério da Saúde oferta todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Ao todo, são 19 para combater mais de 20 doenças, em todas as faixas etárias. Por ano, são cerca de 300 milhões de doses de imunobiológicos distribuídos em todo o país.

Sarampo
Até o dia 28 de agosto, foram confirmados 1.553 casos e 6.975 permanecem em investigação. Atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo: no Amazonas que já computa 1.211 casos e 6.905 em investigação, e em Roraima, com o registro de 300 casos da doença, sendo que 70 continuam em investigação. Entre os confirmados em Roraima, nove casos foram atendidos no Brasil e estão recebendo tratamento, mas residem na Venezuela.

Os surtos estão relacionados à importação, já que o genótipo do vírus (D8) que está circulando no país é o mesmo que circula na Venezuela, país que enfrenta um surto da doença desde 2017. Alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos Estados de São Paulo, dois; do Rio de Janeiro, 18; do Rio Grande do Sul, 16; de Rondônia, dois; de Pernambuco, dois; e do Pará, dois. O ministério permanece acompanhando a situação e prestando o apoio necessário aos Estados.

Até o momento, no Brasil, foram confirmados 7 óbitos por sarampo, sendo 4 óbitos no estado de Roraima – três em estrangeiros e um em brasileiro – e três óbitos no Estado do Amazonas, todos brasileiros, sendo dois do Município de Manaus e um de Autazes.

Peça sua música

Top 5

1

Ar Condicionado No 15

Wesley Safadão

2

Na Conta Da Loucura

Bruno & Marrone

3

Regime Fechado

Simone & Simaria

4

Aquela Pessoa

Henrique & Juliano

5

TE AMO MAS AINDA ME AMO MAIS

HENRIQUE SALLES

Promoção