Nova Monte Verde

22.Jul.2018

(66) 9.9920-7732

Notícia

Postada em 29 de Junho de 2018 às 06h10min

Fretes: após reunião, CNA cobra que Justiça aprecie liminar contra tabela

SEM ENTENDIMENTOS

Fonte: Canal Rural

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) defendeu, em nota distribuída nesta quinta-feira, dia 28, a urgente apreciação da liminar para que o Supremo Tribunal Federal (STF) suspenda o tabelamento dos preços mínimos do frete na ação protocolada pela própria entidade na Suprema Corte há duas semanas.

A CNA alega que a medida se deve à falta de acordo na audiência realizada nesta quinta com o ministro Luiz Fux, com a participação de caminhoneiros e do setor produtivo. “É uma situação insustentável, que clama por imediata intervenção do Poder Judiciário”, diz a CNA na ação.

“Não tivemos acordo e insistimos com o ministro a necessidade de se avaliar a liminar de forma rápida porque já está tendo impacto gigante na cesta básica, ou seja, na mesa da população brasileira”, ressaltou o chefe da Assessoria Jurídica da CNA, Rudy Maia Ferraz.

A CNA projeta que o tabelamento do transporte provocará uma alta de 12,1% no preço dos produtos da cesta básica até julho, impactando produtos como arroz, carnes, feijão, leite, ovos, tubérculos, frutas e legumes. Esses produtos representam 90,4% da cesta básica de alimentos.

    Cesta básica aumentará 12% com tabela de fretes, aponta CNA

Fux, relator das ações que questionam o tabelamento do frete no STF, vai realizar audiência pública no dia 27 de agosto para discutir o tema e só depois vai tomar uma decisão. A CNA defende que a liminar seja concedida ainda nesta semana, uma vez que o Judiciário terá recesso no mês de julho.

Peça sua música

Top 5

1

Ar Condicionado No 15

Wesley Safadão

2

Na Conta Da Loucura

Bruno & Marrone

3

Regime Fechado

Simone & Simaria

4

Aquela Pessoa

Henrique & Juliano

5

TE AMO MAS AINDA ME AMO MAIS

HENRIQUE SALLES

Promoção