Nova Monte Verde

27.Mai.2018

(66) 9.9920-7732

Notícia

Postada em 09 de Março de 2018 às 06h53min

PSD anuncia pré-candidatas estaduais e federais, a vereadora por Nova Monte Verde Eliana Lauvers e uma delas.

O presidente regional do PSD e vice-governador Carlos Fávaro anunciou nesta quinta-feira (08), que o partido já possui pré-candidatas à Câmara...

Fonte: folhamax

O presidente regional do PSD e vice-governador Carlos Fávaro anunciou nesta quinta-feira (08), que o partido já possui pré-candidatas à Câmara Federal e Assembleia Legislativa nas eleições de 2018. O anúncio foi feito em áudio divulgado hoje, em celebração ao Dia Internacional da Mulher. Em sua fala, Fávaro destaca a necessidade de uma maior participação das mulheres na política.

“Nós estamos trabalhando na inclusão das mulheres com muita dedicação. Tivemos quatro prefeitas, hoje temos duas vice-prefeitas e dezenas de vereadoras, além de inúmeras pré-candidatas a deputadas”, afirmou Fávaro.

Entre as pré-candidatas do partido para os cargos de deputada estadual e federal, estão a vice-prefeita de Luciara, Elizeth Nunes de Souza, a vereadora por Nova Monte Verde, Eliana Lauvers, a ex-vereadora de Poxoréu, Carla Rondon, a ex-prefeita de Lambari D’Oeste, Maria Maneia e a ex-prefeita de Pontal do Araguaia, Divina Oda.

favaro-psdmulher.jpgO presidente do PSD de Mato Grosso lembrou ainda que o partido é uma das siglas no estado, senão a maior, que mais conta com a presença feminina em seus quadros. Atualmente, o PSD em Mato Grosso tem 4.578 filiadas. “Temos uma militância feminina aguerrida, participativa, que traz sugestões, informações, políticas voltadas às mulheres, pautas econômicas, de oportunidade de trabalho, de desenvolvimento das mulheres, enfim, são extremamente ativas. E isso é a grande arte de um partido político, ouvir todos, principalmente as mulheres”, disse.

Fávaro, no entanto, disse ser contrário a sugestão da procuradora Geral da República, Raquel Dodge, que propôs um aumento de 30% nos recursos públicos para campanhas eleitorais femininas. “As mulheres devem, sim, participar mais da política. Mas não precisa ser através do aumento de recursos para campanha. As dificuldades financeiras são para homens e para mulheres. O que as mulheres precisam é de estímulo, de dedicação, de serem ouvidas, de trazerem ideias geniais, como é próprio das mulheres”, explicou.

A pouca presença feminina no Congresso ou à frente de estados e municípios é um dos grandes problemas na política brasileira, mesmo com a inserção de cotas, visando garantir a presença da mulher. No ranking de 193 países elaborado pela Inter-Parliamentary Union, em relação à participação das mulheres no Congresso Nacional, o Brasil ocupa apenas a 154ª posição. “É fundamental as mulheres participarem mais, com toda sua garra, sua dedicação, com as suas várias jornadas de superação, sendo mãe, esposa, trabalhando, gerando riqueza para este país”, finalizou.

Peça sua música

Top 5

1

Ar Condicionado No 15

Wesley Safadão

2

Na Conta Da Loucura

Bruno & Marrone

3

Regime Fechado

Simone & Simaria

4

Aquela Pessoa

Henrique & Juliano

5

TE AMO MAS AINDA ME AMO MAIS

HENRIQUE SALLES

Promoção