Nova Monte Verde

22.Jul.2018

(66) 9.9920-7732

Notícia

Postada em 13 de Janeiro de 2018 às 05h32min

Descargas elétricas: o Brasil é o país onde mais ocorrem raios no mundo, 80 Milões por Ano

De todo o planeta, o Brasil é o país onde mais se cai raio. São quase 80 milhões por ano, segundo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais...

Fonte: CNM

De todo o planeta, o Brasil é o país onde mais se cai raio. São quase 80 milhões por ano, segundo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). O fenômeno causado por uma descarga elétrica de grande intensidade na atmosfera, que atingem o solo entre regiões eletricamente carregadas, causa mortes e estragos.


O Estado onde mais ocorreram descargas elétricas nos últimos anos foi o Tocantins, conforme dados do Inpe, nas duas primeiras semanas, foram registrados 800 mil raios. Além de duas mortes, nos últimos dois dias, mais de 100 gados morreram do início de 2018 para cá. A zona rural tocantinense registra a maior quantidade de raios da região.


No entanto, segundo informações do instituto, São Paulo é a região com mais mortes causadas pelas descargas elétricas. Em média, 300 pessoas são atingidas por raios ao ano no território brasileiro. De cada 50 mortes por raios no mundo, uma é no Brasil. São 130 mortes, mais de 200 feridos por ano e prejuízos anuais de R$ 1 bilhão.


Pesquisas do INPE indicam aumento na incidência de raios em áreas urbanas, por conta do fenômeno conhecido como “ilha de calor” e da poluição. Além disso, o instituto sinaliza um crescimento na queda de raios influenciada pelos fenômenos: El Niño, La Niña e aquecimento global.


Fenômenos
Os fenômenos El Niño e La Niña são opostos. O primeiro promove aquecimento anormal das águas superficiais no Oceano Pacífico Tropical, mudando os padrões de vento e afetando o regime de chuva em regiões tropicais e de latitudes médias. Já o segundo causa o esfriamento da temperatura da superfície das águas do Oceano Pacífico Tropical Central e Oriental.


Em relação a época do ano em que mais caem raios no Brasil, uma divulgação do INPE aponta que 43% do total de ocorrência ocorrem no verão; e 33% na primavera. Esses raios são correntes elétricas com intensidade mil vezes maior do que a energia urbana fornecida nas casas dos brasileiros.


Orientação
Diante dos números, a área de Defesa Civil da Confederação Nacional de Municípios (CNM) chama a atenção para algumas atitudes e cuidados simples, que podem evitar prejuízos e acidentes. A entidade destaca: épocas de tempestades elevadas acarretam para o surgimento de raios. Dentre as recomendações simples aos Municípios estão:


a) promover informações à comunidade para não tomar banho durante as tempestades;

b) orientar para que não haja o uso de chuveiro, torneira elétrica e outros eletros domésticos, como secador, ferro de passar e chapinha;

c) desenvolver campanhas para alerta para a importância de evitar contato direto com qualquer objeto que possua estrutura metálica. Também conscientizar para que sejam desconectados todos os aparelhos e eletrônicos tais como televisores, computadores, som; afastar-se das tomadas e evite utilizar o telefone durante as tempestades;


Proteção
Os motoristas devem permanecerem dentro do carro, quando verificar a ocorrência de descargas elétricas. A Confederação reforça que a simples medida é uma forma proteção, pois o veículo é blindado a raios. Outro alerta importante é para a população não ficar em locais com árvore, pois ela atrai o raio. Em região de floresta, a situação é diferente e as pessoas podem procurar por um conjunto de árvores de altura regular e em uma zona baixa, evitando o contato direto com troncos, raízes, poças d’águas, córregos e rios.

Com informações do INPE e Bom Dia Brasil

Peça sua música

Top 5

1

Ar Condicionado No 15

Wesley Safadão

2

Na Conta Da Loucura

Bruno & Marrone

3

Regime Fechado

Simone & Simaria

4

Aquela Pessoa

Henrique & Juliano

5

TE AMO MAS AINDA ME AMO MAIS

HENRIQUE SALLES

Promoção