Nova Monte Verde

22.Jul.2018

(66) 9.9920-7732

Notícia

Postada em 07 de Janeiro de 2018 às 18h08min

Consumidor de MT já pode aderir à tarifa branca e pagar menos energia

A tarifa branca da energia já está disponível aos consumidores brasileiros, para usuários de baixa tensão (acima de 500 kWh/mês). A nova...

Fonte: Gazeta Digital

A tarifa branca da energia já está disponível aos consumidores brasileiros, para usuários de baixa tensão (acima de 500 kWh/mês). A nova forma de cobrança da fatura dará ao consumidor a opção de pagar valores diferenciados de tarifa em função do horário em que mais consome energia. A medida aprovada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) não será obrigatória e irá beneficiar aqueles que optarem por esta forma de tributação. Em Mato Grosso, a concessionária do serviço, Energisa MT, está preparada para atender a demanda.

De acordo com o gerente de Serviços Comerciais da Energisa MT, Wesley Batista, para a aderir à tarifa branca o consumidor precisa comparecer pessoalmente a uma agência. “Porque obrigatoriamente o cliente tem que assinar um termo de adesão da tarifa branca. A Aneel colocou essa determinação, porque se ele não utilizar a energia de forma correta, vai acabar gerando um impacto na tarifa”.

Conforme explica, a redução na tarifa pode acontecer, mas para isso o consumidor necessita mudar os seus hábitos de consumo, alterando o período de uso da energia para o chamado “horário fora de ponta”, que em Mato Grosso é entre 22h e 23h59 e entre 00h e 16h59. No horário de ponta, compreendido entre 18h e 20h59, se estabelece o pico de consumo, em que a tarifa chega a ser 5 vezes mais cara que fora de ponta.

Atualmente, o consumidor de baixa tensão paga apenas a tarifa convencional, que tem um valor único cobrado sobre a energia consumida, independentemente do horário de uso. “Essa nova forma de cobrança já é um avanço no modelo tarifário ao consumidor de baixa tensão, porque hoje ele não tem alternativa de pagar diferente pelo horá- rio de consumo, como já existe em outros países. Com isso, o governo e o setor elétrico querem reduzir o consumo nos horários de pico, que sobrecarrega o sistema elétrico”, comenta o engenheiro eletricista Ivo Dorileo.

No entanto, como ele e o próprio gerente de serviços comerciais da Energisa MT explicam, a forma de cobrança só é vantajosa se o consumidor mudar o horário de consumo, ou o efeito pode ser contrário, resultando em alta na fatura. “Para saber se a tarifa é interessante ou não, a Energisa disponibiliza uma simulação em seu site, onde consegue simular e ter clareza se pode usar, para não ter uma surpresa desagradável”, ressalta Batista.

Em 2018, a tarifa branca estará disponível para usuários que consomem acima de 500 kWh/mês e para novos usuários. Em 2019, passará a valer aos usuários que consomem acima de 250 kWh/mês. E as demais unidades poderão optar pela tarifa a partir de janeiro de 2020.

Peça sua música

Top 5

1

Ar Condicionado No 15

Wesley Safadão

2

Na Conta Da Loucura

Bruno & Marrone

3

Regime Fechado

Simone & Simaria

4

Aquela Pessoa

Henrique & Juliano

5

TE AMO MAS AINDA ME AMO MAIS

HENRIQUE SALLES

Promoção